Justiça nega guarda de criança a mãe que se arrependeu de adoção - WillCarvalho.com - O blog do Will Carvalho Locutor

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Justiça nega guarda de criança a mãe que se arrependeu de adoção

Quatro anos depois de ter entregue o filho para adoção, uma mãe biológica teve o pedido para recuperar a guarda negado, nesta quinta-feira (16). A sentença foi emitida pela 3ª turma do Supremo Trubunal de Justiça.



A relatora do processo, a ministra Nancy Andrighi classificou o caso como "processo de dor" para a mãe que se arrependeu e os parentes adotivos, mas, conforme o colunista Ancelmo Góis, de O Globo, ressaltou que o importante era poupar a criança. A decisão da turma foi unânime.

"Mantenho a criança com o casal que sempre conviveu. Ela saiu do hospital e foi para as mãos do casal. A mãe que se arrependeu pode ter visitação, mas tirar a criança porque ela se arrependeu... não vejo condições. Não é a dor da mãe ou do pai [em análise]. É o bem estar da criança", publicou o 180Graus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário