Troca-troca de escritórios artísticos faz sertanejos repensarem carreira e pagarem multas milionárias - WillCarvalho.com - O blog do Will Carvalho Locutor

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Troca-troca de escritórios artísticos faz sertanejos repensarem carreira e pagarem multas milionárias



Henrique e Diego, Gusttavo Lima e Marcos & Belutti já mudaram de ares. Cantor e empresário, Sorocaba explica como 'vai e vem' influencia nas parcerias e até no show que você vê.

Essas notícias parecem não interferir tanto na vida daqueles que estão curtindo o som desses e outros artistas. Mas o mercado musical se agita quando acontecem esse vai e vem, geralmente acompanhada de multas milionárias.

=CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE=



E esse troca-troca de escritórios influencia no lançamento de músicas, nas parcerias entre artistas e até na estrutura (maior ou menor) do show que você vê.

Como funciona um contrato entre artista e escritório?
Segundo apuração do G1, a maior parte dos contratos entre escritórios e artistas é válida para um período de 5 a 10 anos.

A parceria mais comum é a que prevê que 50% dos cachês dos shows fiquem para o escritório, enquanto os outros 50% ficam para o artista. Se houver uma terceira pessoa ligada ao evento, a porcentagem sai da parte do ganho do artista.

Antes, a maioria trabalhava no esquema 30% (empresário/escritório) e 70% (artista).

Gusttavo Lima: multa salgada e álbum adiado

Gusttavo Lima já contou que desembolsou R$ 12 milhões quando encerrou seu contrato com a AudioMix. Por isso, o primeiro volume do “Buteco do Gusttavo Lima”, gravado antes da quebra de contrato, demorou a sair.


Com informações do site tvfoco

Nenhum comentário:

Postar um comentário