Ads Top

O que fazer em caso de alergia à picada de inseto

Qualquer picada de inseto provoca uma pequena reação alérgica com vermelhidão, inchaço e coceira no local da picada, no entanto, algumas pessoas podem apresentar uma reação de alergia mais grave que pode causar inchaço de todo o membro afetado ou de outros locais do corpo.

==CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE==



Na maior parte dos casos, os sintomas podem ser aliviados passando uma pedrinha de gelo no local, mas em algumas pessoas pode ser necessário fazer o tratamento com pomadas à base de corticoides ou até fazer injeção de epinefrina, se os sintomas colocarem a vida em risco.

Sintomas que identificam a alergia

Pessoas mais sensíveis à picada de insetos podem apresentar alguns sintomas de alergia, como:


  • Vermelhidão e inchaço do membro afetado;
  • Dor ou coceira intensa no local afetado;
  • Saída de um líquido fluido e transparente pelo local da picada.


É considerado alergia à picada quando estes sintomas surgem após a picada de um inseto não peçonhento, como mosquito, formiga, abelha ou pulga, por exemplo. No caso de picada por um inseto peçonhento, como cobra ou aranha, por exemplo, é necessário chamar ajuda médica, ligando o 192, ou ir rapidamente para o hospital.

Algumas pessoas podem ainda ter uma reação alérgica exagerada, chamada choque anafilático, caracterizada por queda da pressão arterial e extrema dificuldade em respirar, devido ao edema de glote. Nestes casos, a reação é muito rápida e o indivíduo deve ser levado para o hospital o mais rápido possível, pois existe o risco de morte por asfixia.

O que fazer em caso de alergia

Para o tratamento de uma pequena alergia à picada de inseto, recomenda-se passar gelo no local por até dez minutos e, no máximo, uma pomada à base de corticoide, de 2 a 3 vezes ao dia, por 5 dias. Além disso, é recomendado evitar coçar a área, uma vez que essa ação pode levar a aumento da irritação da pele.

Porém, se a área ficar cada vez mais inchada, recomenda-se ir ao médico e, se possível, com o inseto que o picou, para que este seja identificado. Isto é importante, pois, se for o caso de uma picada de abelha, por exemplo, é preciso retirar o ferrão deixado por ela para que a ferida seja curada.

Já nos casos em que existe uma reação grave, com dificuldade para respirar, por exemplo, deve-se ir imediatamente ao hospital para fazer corticoides diretamente na veia. Nestes casos, o médico pode receitar uma injeção de epinefrina, que deve ser tranaportada sempre numa bolsa de forma a permitir tomar a injeção caso exista uma nova picada com os mesmos sintomas.


COM INFORMAÇÕES DO SITE TAUSAÚDE

Nenhum comentário :

Tecnologia do Blogger.